Visite-nos
Rua Amazonas, 40 Bairro Santa Inês Três Pontas, MG (saiba como chegar)
Contato: (35) 3265-1041
Liturgia diária
Evangelho: 5ª-feira da 33ª Semana do Tempo Comum
Santo: São Clemente I


Nossa Mãe e o Sagrado Coração de Jesus

Ao chegar em Três Pontas para fundar o Carmelo São José, respondendo a um grande chamado de Deus, Nossa Mãe e o grupo de Irmãs fundadoras, enfrentaram muitas dificuldades, viviam em casas emprestadas, numa pobreza extrema. Precisavam construir o novo convento, mas não possuíam os recursos necessários. Faltava-lhes tudo, mas não lhes faltavam a fé e a confiança, sobretudo uma confiança sem limites na bondade e misericórdia do Coração de Jesus.

Assim Nossa Mãe escreveu em suas memórias:

“Vivíamos dia a dia na confiança inteira no Coração de Jesus. Tínhamos vindo para essa fundação somente por obediência, sem nunca termos pensado em sermos fundadoras. A obra era de São José.

Faltava-nos tudo, mas nunca faltou-nos a confiança em Deus.

 Nestes tempos de muitos apuros, a nossa esperança era sempre a oração. Houve tempos em que batíamos o sino da comunidade de hora em hora para abrirmos os braços em cruz e rezarmos com devoção: “Sagrado Coração de Jesus”! Eu tenho confiança em Vós!”

Chegamos a rezar, de cada vez, até 50 jaculatórias. E Jesus não se via surdo aos nossos pedidos. Eram os nossos gritos constantes para o céu”.

Estimados Irmãos e Irmãs, que exemplo de fé vemos nesse gesto de Nossa Mãe! Esperar contra toda esperança! Seu clamor ao céu foi ouvido. Sua esperança no Coração de Jesus não ficou frustrada.

Em agradecimento a todas as graças recebidas do Sacratíssimo Coração de Jesus, Nossa Mãe compôs essa Poesia:

 

 CORAÇÃO DE JESUS  

Coração de bondade infinita

Coração de Jesus meu amor

Coração plenitude de vida

Coração de meu Deus meu Senhor.

 

Coração a pulsar como o meu

Num anseio infinito de amor

Tabernáculo sagrado de Deus

Memorial de ternuras sem par.

 

Coração de meu doce Jesus

Transpassado por nós no Calvário

Coração oh! Abismo de luz

Palpitando de amor no Sacrário.

 

Coração saturado de opróbrios

Suplicando por nós pecadores

Oh! Riqueza infinita dos pobres

Oh! Consolo de todas as dores.

 

Coração em Maria formado

Sob a sombra da luz da Trindade

Coração de meu Deus humanado

És caminho, és luz, és verdade.

 

Coração pelo mundo esquecido

Eu quisera por ele te amar

Quem me dera o teu nome bendito

Bem no fundo das almas gravar.

 

Toda a terra eu quisera estreitar

Em teus braços abertos na Cruz

Quem me dera a todos chamar

Vinde, vinde amar a Jesus.

 

Coração de amor sequioso

Coração que puseste no meu

Esta sede de amar-Te ante gozo

Da ventura de ver-Te ó meu Deus.

 

Que esta chama se aumente em meu peito

No exercício contínuo do amor

E que logo o meu ser seja estreito

Para amar-Te na terra oh! Senhor.

Irmã Maria Elisabeth da Trindade, OCD



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *