Visite-nos
Rua Amazonas, 40 Bairro Santa Inês Três Pontas, MG (saiba como chegar)
Contato: (35) 3265-1041
Liturgia diária
Evangelho: 5ª-feira da 33ª Semana do Tempo Comum
Santo: São Clemente I

QUARTO DIA

– A vida no Carmelo –

No início de sua entrada no Carmelo, tão desejado e sonhado pela Serva de Deus, logo teve o seu nome trocado de Maria Luiza para Tereza Margarida, e que acrescentou quando recebeu o hábito: “do Coração de Maria”.
Esse nome para ela era na verdade um programa de vida espiritual. Desde então começou a pedir a Nossa Senhora: “Mãe, que o vosso Coração, seja o lugar da união, de Jesus com Tereza Margarida”.
O período de formação transcorreu sereno. Procurava ser fiel a tudo. Era muito querida das Irmãs.
Chegou o momento de seus votos definitivos. Fez a Profissão Solene no dia 2 de fevereiro de 1942.
Começou um novo período em sua vida. Assumiu ofícios de responsabilidade na Comunidade. Dizia: “Fiz sempre o que Deus me inspirou, dei muito amor às Irmãs e vivia as lições e os bons exemplos recebidos em minha querida família, e que Jesus aperfeiçoava, divinizava. Sempre sentia e agradecia a bondade, o amor, a misericórdia d’Ele”.
Nossa Mãe sempre colocou à disposição da comunidade os dons que Deus lhe dera.
Entregou-se de coração às tarefas que lhe foram confiadas.
Dizia em suas memórias: “Sou tão pequenina e Deus me confiou tanta responsabilidade na minha Ordem. Nunca pensei na minha vida ser Superiora, fundadora, mestra de noviças, mas, fui tudo isto pela graça de Deus. Tudo que Deus me pediu eu fiz. Só vivi e vivo para amá-Lo e cumpri tudo com muito amor”.
Assim vivia sua vida no Carmelo. Servindo as Irmãs como ao próprio Jesus. E Ele velava com amor por sua pequenina esposa.
Mas Ele ainda iria pedir-lhe mais…

Repetir durante o dia:

Espírito Santo, consumi meu ser
nas chamas do vosso amor! (Nossa Mãe)

Para refletir:

Coloco à disposição da Comunidade os dons que tenho?
Procuro estar atento em servir aos que precisam de minha ajuda?

Oração Final para todos os dias
Hino da Serva de Deus (refrão e 4ª estrofe)