Visite-nos
Rua Amazonas, 40 Bairro Santa Inês Três Pontas, MG (saiba como chegar)
Contato: (35) 3265-1041
Liturgia diária
Evangelho: 5ª-feira da 33ª Semana do Tempo Comum
Santo: São Clemente I

QUINTO DIA

5º DIAº -Dimensão missionária- amar Jesus e fazê-lo amado

Leitura: Mc16, 14-20

O compromisso de evangelização é de todos os cristãos. Nosso Senhor se dirigiu a todos nós quando disse: Ide por todo mundo, a todos pregai o evangelho. Teresa monja contemplativa, não deixou de viver o dinamismo missionário e apostólico da vocação cristã. A partir da sua vocação particular no Carmelo, ela quis colaborar com Jesus na redenção do mundo, não apenas até o final de sua vida, mas até o fim do mundo.
Nas suas correspondências epistolares com os seus irmãos missionários ela repete de muitas maneiras a dimensão apostólica e missionária da carmelita contemplativa. ‘’Você sabe disto, uma carmelita que não fosse apóstolo estaria distante da meta da sua vocação e deixaria de ser filha da seráfica Santa Teresa, que desejava dar mil vidas para salvar uma só alma. ’’ C 198
Santa Teresinha tinha consciência de sua missão como Carmelita e dizia: ‘’ a missão que nos esta confiada é muito bela’’ CT121 Em uma carta dirigida a Celina, ela mostra claramente a sua compreensão de sua missão no Carmelo (CT135). Ela desejava conduzir almas para Deus.
Com Santa Teresinha devemos aprender a confiar na eficácia de nossa oração para a evangelização. O nosso apostolado é pela oração. Ela Tem um coração generoso, disposta a sofrer pelos pecadores (MC6r. -22) ‘’O zelo de uma carmelita deve abraçar o mundo. ’’ MC33v
A eficácia de uma missão acontece quando aquele que transmite seja um humilde instrumento de Deus. Nossa Irmã tinha um ardente desejo de missão, mas manteve a convicção de que é Deus quem opera as maravilhas e a conversão das almas, portanto Ele não precisa de ninguém para conceder suas graças.
A missão de uma carmelita, como diz Santa Teresinha, é levar almas para Deus. E ela dirá que sua missão pessoal é fazer Jesus amado (CT224)
‘’E, na solidão do Carmelo, compreendi que a minha missão não consistia em fazer coroar um rei mortal, mas em fazer amar o Rei do Céu, em sujeitar-lhe o reino dos corações. ’’
Teresa de Lisieux foi uma missionária autêntica, e ajudou pela oração e pelos sacrifícios os missionários. De forma especial dedicou suas ações, mesmo que pequenas, aos missionários: Pe Maurício Bartolomeu Bellière e Pe. Adolfo Roulland. Recordava-se deles, que sempre mereciam suas generosas ofertas espirituais.