Visite-nos
Rua Amazonas, 40 Bairro Santa Inês Três Pontas, MG (saiba como chegar)
Contato: (35) 3265-1041
Liturgia diária
Evangelho: 3ª-feira da 24ª Semana do Tempo Comum
Santo: São Januário

Queridos Amigos devotos de Madre Tereza Margarida “Nossa Mãe”

Dia 22 de novembro de 2011 meu esposo João Vitor Tana sofreu um acidente na rodovia Presidente Dutra, próximo a nossa casa, ele colidiu na traseira de uma carreta que entrou na pista de rolamento devagar, tendo uma fratura craniana muito grave e uma fratura no fêmur direito, foi socorrido chegando em São José dos Campos no Hospital da Vila industrial.

Foi feita uma cirurgia de emergência de cranioplastia, onde é retirado a calota da cabeça, para o cérebro ter espaço para inchar, esta calota foi colocada na barriga dele para preservação do osso, onde ficou por 8 meses.

Assim, ele ficou em coma 22 dias sendo no total de 2 meses no hospital, onde os médicos chamaram os familiares e informaram que ele só tinha 5% de chance de vida; e chegaram a dizer: “se vocês tem alguma religião, podem começar a rezar”, porque ele estava muito mal, como nós somos católicos e muito devotos de Madre Tereza Margarida,  toda nossa família parentes e amigos, inclusive a mãe do meu esposo, dona Joana Tana, assim, começamos a rezar na mesma hora e pedimos a Madre Tereza que intercedesse por nós,

Com o tempo ele começou a apresentar indícios de melhoras, e no final de 2 meses ele teve alta.

No entanto ele estava muito debilitado,   com a previsão de que ele ficaria de cama, com grandes escaras e muito magro, com um afundamento craniano muito acentuado e enormes sequelas.

Continuamos rezando, e com muita fé, ele melhorou, e evoluiu muito, saiu da cama, e começou a utilizar cadeira de rodas, depois utilizou andador e hoje mal usa uma bengala,  ficou com poucas sequelas quase imperceptíveis, sempre que acompanhado, vai à missa, faz passeio com a família, já viajou para Minas Gerais diversas vezes depois do acidente, e a cada dia que passa se torna mais confiante no poder da fé,  do Divino Pai Eterno, Nossa Senhora da Aparecida, de Madre Tereza Margarida “Nossa Mãe” e de Santo Padre Vitor.

Eu Maria Célia Alves Tana esposa do João Vítor Tana e toda nossa família estamos muito gratos por todas as orações e palavras de conforto, obrigado Madre Tereza Margarida, Santo Padre Vítor e a Nossa Senhora que intercederam por nós.